29/10/2008

Durante seis anos o fotógrafo
Hans Silvester conviveu e obser
vou os costumes e a arte de pin
tar-se que tem este povo que
vive nas proximidades do rio
Omo, na Etiópia, África. Por ser uma região de origem vulcânica e riquíssima em miné
rios, seus habitantes têm o hábi
to de pintar o corpo por puro
prazer estético e para demonstrar uma distinção entre eles. O resultado disso são
verdadeiras obras de arte que deixam de "queixo caído" os mestres da pintura "civilizada"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário