18/11/2008


" O nosso amor é uma esquina num deserto de poeira;
nossa paixão é purpurina na manhã de quarta-feira,
a chama de uma lamparina à luz do luar..."

"Ele não sabe o que é o amor
e eu não posso viver sem ele.
Tava dormindo, acordei sonhando
puxando o fio dos cabelos dele.
Eu tenho uma paixão doendo no coração
que não tem jeito a dar...
A medicina não formou doutor
pra curar mal de amor,
olha, o remédio é chorar" .
Cantigas de ciranda

Nenhum comentário:

Postar um comentário