14/08/2012

Nem tudo que brilha é ouro!








tudo lindo!
tudo maravilhoso!
a mão escorrega sobre o papel
ziguezagueando palavras:
seca, como a terra rachada
sob um sol escaldante
que teima em brilhar
impunemente
sobre a caatinga desidratada
córregos secos
água passageira
fome permanente...!

10 comentários:

  1. LETRAS MUY AGÓNICAS!!!
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. La vida está llena de agonias, ReltiH!

      un abrazo

      Excluir
  2. Hum...comentei antes, será que que não foi? Que disse eu? Não sei me repetir...rs Mas voltei e reli. Sua alma é de poeta. A poesia viria de qualquer jeito, nascesse você quem nacesse. Vejo a cada dia uma nova faceta da poeta que você é e certamente sempre foi. Quero conhecer todas...rs ...se não forem infinitas.

    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só a alma, Tânia, só alma. Se é que alma existe...!?

      beijoss

      Excluir
  3. nos verbos da natureza a gente aprende o que realmente deve escrever e saber.
    você é tão inteligente, Ci.
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem me dera, Lê, quem me dera!!!


      beijosss

      Excluir
  4. cirandeira,
    adoro os bonequinhos de barro do mestre vitalino (falo da sua ilustração, lá em riba) e me prometi que um dia irei a caruaru para ver o legado do Pai do Barro.
    seu poema é sensível. existe beleza até na pobreza, como cantou, um dia, Elomar Figueira.

    admiração do

    roberto.

    ResponderExcluir
  5. Vale a pena conhecer Caruaru e o trabalho de mestre Vitalino, Roberto. Obrigada por sua leitura, fico feliz com sua visita!

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Ci,
    Bonecos maravilhosos, esses aí em cima, de mestre Vitalino. Aliás, para quem está atento, o seu template é exposição permanente. das que valem a pena.
    Quanto ao poetar, que dizer? Você é uma observadora atenta às coisas do mundo, sensível, com um grande conceito de justiça, e isso reflecte-se no que escreve.
    Admiro-a, Ci!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  7. Agostinho, as coisas, os acontecimentos estão
    no mundo para aprendermos com eles, e não quero aprender sozinha, porque não teria nenhum sentido, não é? Fico feliz em compartilhar o pouco que vejo e sinto para outras pessoas. Acho que está no meu DNA rsrs
    Obrigada por seu comentário.

    beijoss :)

    ResponderExcluir