05/11/2012

O Tigre


 
 
Tigre! Tigre! chama pura
Nas florestas, noite escura,
Que olho ou mão imortal cria
A tua terrível simetria?
De que abismo ou céu distante
Vem tal fogo coruscante?
Que asas ousa nesse jogo?
E que mão se atreve ao fogo?
Que ombro e arte te armarão
Fibra a fibra o coração?
E ao bater ele no que és,
Que mão terrível? Que pés?
E que martelo? que torno?
E o teu cérebro, em que forno?
Que bigorna? Que tenaz?
Pro terror mortal te traz?
 
Quando os astros lançam dardo
E seu choro os céus põem pardo
Vendo a obra ele sorrí?
Fez o anho e fez a ti?
Tigre, tigre, chama pura
Nas florestas, noite escura,
Que olho ou mão imortal cria
A tua terrível simetria?
 
 
William Blake,  Londres (1757-1827)

6 comentários:

  1. Terrível bote simétrico que nos abocanha e não nos digere.

    beijoss :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estamos quase sempre sendo entaladas(os)
      pelas "simetrias"

      um beijo :)

      Excluir
  2. Fantástico, Ci! Não conhecia esse não. Ah, recebi teu abraço de parabéns via Lelena, vi hoje teu comentário no Roxo e fico feliz pelo afeto, que é recíproco.
    Beijão,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te desejo um montão de felicidade!!!

      um beijo

      Excluir
  3. você me serve blake e um outro william (henley) desagua dentro de mim...


    “Da noite que me cobre,
    Negra como um poço de alto a baixo,
    Agradeço quaisquer deuses que existam
    Pela minha alma inconquistável. Na garra cruel da circunstância
    Eu não recuei nem gritei.
    Sob os golpes do acaso
    Minha cabeça está sangrenta, mas ereta. Além, deste lugar de fúria e lágrimas
    Só o eminente horror matizado,
    E, contudo a ameaça dos anos me
    Encontra e encontrar-me-á, sem temor. Não importa a estreiteza do portão,
    Quão cheio de castigos o pergaminho (Caminho),
    Sou o dono do meu destino:
    Sou o capitão da minha alma”.


    algo assim.

    * e a boniteza do bichano escolhido???


    beijão,
    r.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Invictus", Roberto, é mesmo muito bom. Ví o filme no qual Nelson Mandela recita esse poema, tem uma FORÇA PODEROSÍSSIMA!!
      Obrigada por desaguá-lo até aqui :)

      beijo grande!

      Excluir