03/06/2013

A propósito de estrelas

 
 

  Não sei se me interessei pelo rapaz
por ele se interessar por estrelas
se me interessei por estrelas por me interessar
pelo rapaz hoje quando penso no rapaz
penso em estrelas e quando penso em estrelas
penso no rapaz como me parece
que me vou ocupar com as estrelas
até ao fim dos meus dias parece-me que
não vou deixar de me interessar pelo rapaz
até ao fim dos meus dias
nunca saberei se me interesso por estrelas
se me interesso por um rapaz que se interessa por estrelas
 já não me lembro
se vi primeiro as estrelas
se vi primeiro o rapaz
se quando vi o rapaz vi as estrelas


Adília Lopes

8 comentários:

  1. De quando as imagens se fundem em nós... E, ao final, o olhar tem pontas luminosas que projetamos no mundo: amei o poema, Ci!

    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O teu olhar tem mesmo pontas luminosas, Tânia!

      beijosss

      Excluir
  2. Respostas
    1. Nos conectamos através de elos, né não?

      beijoss

      Excluir
  3. Ola
    Nao é uma das minhas poetas favoritas mas este poema está carregado de poesia...
    Conheci a Adília numa revista em que ambos colaborávamos, ela é de poucas falas e até um pouco arrogante (mas acho que é uma defesa).
    Kandandu
    Nami

    ResponderExcluir
  4. Que alegria encontrar-te aqui, Nami. Faz tanto tempo :)
    Os seres humanos, somos tão complexos, tão cheios de mistérios, não é? Sabemos tão pouco sobre nós próprios...!

    Beijo e
    Kandandu

    ResponderExcluir