12/11/2013

Dobradinha

Vivian Maier

 
Não sou vítima de nada; não sou vítima da ilusão do conhecimento. Escrever é literalmente um jogo de espelhos, e no meio desse jogo representam-se a cena multiplicada de uma carnificina metafisicamente irrisória.  As caçadas celestes, o esotérico pentagrama corporal, a antropofagia mágica, imprimiram-se no filme docemente truculento do cinema geral do bairro condenado à fruição analfabeta.


Herberto Helder


***

Arakem Alcântara
 
Terrível não é a altura, mas o declive. O declive de onde o olhar se precipita para baixo e a mão se estende para cima. Ali o coração é tomado de vertigem ante a sua dupla vontade.
 
 
Friedrich Nietzche
 
 
 

2 comentários:

  1. tantos os espelhos, tantos os olhos
    resta saber qual mirar, qual escolher...

    beijinho

    ResponderExcluir