08/05/2016

Pedras poéticas

Destruição do sítio de Palmira (03.2015)


Enquanto alguns tentam destruir a cultura milenar de seu povo, o escultor Nizar Ali Badr, da cidade de Latakia (principal porto da Síria) tenta reconstruir essa mesma história, no que ele denomina de "jabl safoon", ou composição de pedras, oriundas da cidade de Djebel Al Agraa, a 50km de Latakia. Segundo o escultor, "o que acontece na Síria é semelhante a uma arena de touros em combate. O mundo assiste e aplaude; todos participam da dança sobre os corpos dos pobres". Seu trabalho é, simplesmente, uma poesia que nos toca profundamente, que através dos recursos existentes em seu país, mostra-nos qual a verdadeira função do artista; mostra-nos que até as pedras podem falar sem emitir qualquer palavra!
 

Nizar Ali Badr
 
 



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 


2 comentários:

  1. TREMENDA OBRA, TREMENDO ESCULTOR!!!!
    ABRAZOS

    ResponderExcluir
  2. Que lindeza! Adorei.
    Parabéns pelo trabalho-arte.

    Rosanne
    Brasília/DF
    Brasil

    ResponderExcluir