11/09/2011

Poema para as Mãos Esquerda e Direita



A mão esquerda sente a água passar

A direita amarra nós

A direita dá pontos numa costura

A esquerda desliza na seda

A direita come

A esquerda escuta debaixo da mesa

A direita jura

A esquerda usa os anéis

A direita ganha, a esquerda perde

A esquerda segura as cartas

A esquerda toca acordes enquanto a direita

corre, corre para cima e para baixo

e quando a direita não pode dormir

e dá a volta ao mundo

em luta contra o tempo

a esquerda fica enterrada

Ah, mão esquerda, você é tão

tranquila

Você tem filhos, cachorro, amantes,

dívidas

É a direita que compra as guloseimas

muda a marcha

corre atrás de cargos elevados

põe na boca do bebê uma

colherzinha de prata

É a direita que segura a faca

para reduzir a pedacinhos a mão

esquerda

A mão esquerda serve

um cão cego

segurando em sua boca

a luva da mão direita

A faca baixa, retine

Na mão esquerda

é a única chance da direita


Marilyn Thompson, em Athlantic Monthly, 1975 - Desenhando com o

artista interior, de Betty Edwards.

10 comentários:

  1. Obrigada, Cristina.
    Um bom domingo pra ti

    bjs

    ResponderExcluir
  2. uma boniteza esse porma!

    uma linda semana pra ti :)

    beijos

    ResponderExcluir
  3. 'brigada, Andrea!
    Uma linda semana pra ti também!

    beijos

    ResponderExcluir
  4. Tânia!, que alegria receber-te em
    meu modesto cantinho :) Quanta honra!
    Obrigada pela visita

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Minhas mãos adoraram :)
    E fizeram as pazes!!
    beijoss

    ResponderExcluir
  6. Palmas pra elas: plat, plat, plat!!

    :))

    beijoss

    ResponderExcluir
  7. MUY INTERESANTE CAMBIO DE MANO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  8. Pues, cambiar, cambiar, cambiar,
    hay que cambiar y caminar, SIEMPRE!
    No solo las manos...!?

    Saludos, Reltih

    ResponderExcluir