18/09/2014

Será que os tempos mudaram?




Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, muda-se o ser, muda-se a confiança, tomando sempre novas qualidades", já dizia Luís de Camões (1524-1580). Mas se recuarmos muito mais no tempo, poderemos também encontrar Esopo, aquele fabulista que viveu entre 620-560 a.C. Além de ter sido escravo de um senhor, era gago, corcunda, mas dotado de refinadíssima percepção da natureza humana. Após ser alforriado pelo seu senhor saiu viajando pelo mundo a contar estórias baseadas no que ele observava das pessoas, mas tendo o cuidado de atribuí-las a animais, deuses ou seres inanimados. Mesmo assim foi perseguido e acabou sendo assassinado pelos descontentes com suas estórias.

Atualmente, podemos perfeitamente identificar vários personagens das fábulas de Esopo, principalmente nestes tempos de eleições. Quem não percebe os lobos sob a pele de cordeiros, que se disfarçam para mais tarde devorar todo o rebanho de cordeiros? E a raposa, que aproveitando-se dos discursos em voga tenta aliciar os galos desavisados para em seguida servir-lhe de refeição? Os tempos mudaram, os costumes e as técnicas de aliciamento são outras, (mais aperfeiçoadas), mas os lobos e as raposas continuam subestimando a inteligência e a capacidade de percepção das pessoas!!!

Um comentário:

  1. DESAFORTUNADAMENTE SIGUE SIENDO ASÍ. MUY CERTERO TEXTO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir