28/03/2011

Eu me contradigo?

Eu me contradigo?

Pois muito bem, eu me contradigo,

sou amplo, contenho multidões.


*****


Eu sou o poeta do corpo

e sou o poeta da alma,

as delícias do céu

estão em mim

e os horrores do inferno

estão em mim

- o primeiro eu enxerto

e amplio ao meu redor,

o segundo eu traduzo

em nova língua.


Eu sou o poeta da mulher

tanto quanto do homem

e digo que tanta grandeza existe

no ser mulher

quanto no ser homem,

e digo que não há nada maior

do que uma mãe de homens.


*****


Eu sou aquele que vai com a noite

tenra e crescente,

e invoco a terra e o mar

que a noite leva pela metade.

Aperte mais, noite de peito nu!

Aperte mais, noite nutriz magnética!

Noite dos ventos do sul,

noite das poucas estrelas grandes!

Noite silenciosa que me acena

- alucinada noite nua de verão!


Walt Whitman, Long Island(EUA) - 1819-1892

Tradução: Geir Campos

2 comentários:

  1. LOS HUMANOS, LA POESÍA, LOS ELEMENTOS, EL UNIVERSO. GRANDIOSO TEMA.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir